Categoria: , , ,

Marcos Pontes defende cooperação entre países da América do Sul no enfrentamento da pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, defendeu a cooperação entre os países da América do Sul no enfrentamento da pandemia da Covid-19, durante participação no “Fórum Mundial sobre Produção Local: Melhorando o Acesso a Medicamentos e Outras Tecnologias”, realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), nesta segunda-feira (21)

Para o ministro do Brasil, o compartilhamento de infraestrutura local e a troca de experiências entre as nações são fundamentais para enfrentar a crise sanitária. ”O vírus não tem fronteiras. Temos de desenvolver um movimento regional para trabalharmos juntos. Não faz sentido resolver a pandemia em um só país enquanto outros países próximos continuam lutando contra o vírus.“

Marcos Pontes afirmou que o Brasil tem contribuído com outros países da América do Sul, estabelecendo parcerias para a troca de informações sobre pesquisas e desenvolvimento de vacinas e também no acesso a equipamentos e infraestrutura. “Temos de evitar perder tempo e dinheiro. Trabalhando juntos, teremos soluções melhores e mais sustentáveis para agora e para o futuro.”


Pilares

Durante o painel, Marcos Pontes enfatizou que a estratégia do Brasil de enfrentamento à pandemia da Covid-19 está concentrada em três pilares: produção local e distribuição de vacinas, desenvolvimento de imunizantes nacionais e investimento em infraestrutura de pesquisa, desenvolvimento e inovação no setor de saúde.

O ministro explicou que o Instituto Butantan e a Fiocruz atuaram rapidamente na produção de vacinas, enquanto o Ministério da Saúde opera a distribuição e aplicação do imunizante em todo o país por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “Temos um sistema muito bom de entrega e aplicação de vacinas”, reforçou.

Marcos Pontes destacou que outro foco de atuação do MCTI é no desenvolvimento de 15 projetos de vacinas nacionais, sendo que 3 deles estão em estágio mais avançado. O terceiro pilar, segundo o ministro, é no fortalecimento da infraestrutura de pesquisa e desenvolvimento, em parceria com outros ministérios, com a indústria nacional e também por meio de cooperação internacional com outros países. Um desses projetos é a implantação de um laboratório de Biossegurança de Nível 4.


Plenária

O ministro Marcos Pontes participou da sessão plenária “Acelerando a produção local por meio de parcerias e cooperação”, coordenada pela cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan. A plenária contou também com a participação dos ministros da Saúde da Indonésia, Budi Sadikin, do Egito, Hala Zayed, do diretor-geral do Departamento Nacional de Saúde da África do Sul, Sandile buthelezi, além da secretária-geral em exercício da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), Isabel Durant.

O encontro teve o objetivo de promover o debate global sobre produção local e transferência de tecnologia para melhorar o acesso a tecnologias e produtos de saúde seguros, eficazes e de qualidade e para salvaguardar a segurança da saúde global, regional e nacional.

Diversos

Mais vistos

De Olho No Futuro

Construir estruturas verdadeiramente modernas e com propósitos reais para a humanidade. Vamos abordar mais este tema nas palavras do saudoso Nizan Guanaes – CEO da N Ideias e…

Inscreva-se para receber nosso material exclusivo
Inscreva-se para receber nosso material exclusivo
Icon